Atendimento (92) 3622-0034

SEGUNDA A SEXTA-FEIRA DAS 14:00 ÀS 18:00

Email para contato

[email protected]

Virada Sustentável retira 50 toneladas de lixo de área verde depredada no Campos Elíseos

10/11/2023

Membros da Loja Maçônica Estrela da Alvorada Nº 40 contaram com apoio de entidades Paramaçônicas e moradores do entorno na ação.

Membros da Grande e Benemérita Loja Estrela da Alvorada Nº 40, vinculada à Grande Loja Maçônica do Amazonas (GLOMAM), realizaram, com apoio das entidades paramaçônicas Bodes do Asfalto e Filhas de Jó ação denominada “Virada Sustentável”, no Conjunto Campos Elíseos. A iniciativa visa promover a limpeza de área verde do conjunto que está sendo vítima da depredação humana, tornando-se uma lixeira viciada e ainda servia de reduto para usuários de drogas.

De acordo com o Venerável Mestre da Loja Marcio Jó De Souza Figueiredo, o local estava sendo utilizado de forma incorreta por alguns moradores que passaram a jogar lixo na área. “A Virada Sustentável partiu de nossa preocupação com a área, que estava se tornando uma lixeira viciada. Tanto os moradores, quanto pessoas de fora estavam jogando lixo ali, prejudicando o meio ambiente”, conta.

Alguns moradores, vendo a necessidade de mudança procuraram os membros da Loja Estrela da Alvorada para dar início ao projeto. Segundo o Venerável Mestre a força-tarefa envolveu 80 pessoas. “Primeiramente, foi feita a limpeza da área. Tiramos dali seis caminhões de lixo, contabilizando quase 50 toneladas de lixo junto com o nosso pessoal que dava mais ou menos mais 80 pessoas”, conta.

Após a limpeza do local, foi realizada a revitalização ambiental, com o plantio de mudas de árvores. “Depois realizamos o plantio de árvores, como ipê-amarelo, ipê-anão, goiabeira, manga e outras árvores, junto com a comunidade local”, disse o Venerável.

Entretanto, alguns dias após a ação, já foram detectados novos descartes no local. Segundo o Venerável Mestre, somente após o local ser isolado é que haverá uma revitalização consistente da área. “No outro dia, após a Virada, já vimos a depredação.

Algumas das mudas que plantamos foram arrancadas e jogadas na rua. É algo que só terá jeito quando isolarmos com madeira o local, até que possamos implantar nosso projeto futuro, que é transformar aquela área em um local de lazer e convívio social, com uma biblioteca e outras opções de recreação”, conclui o Venerável.

Texto: Jesua Maia

Edição: Rodrigo Motta


Emitido em 28/05/2024 16:05